quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Oficinas intergeracionais na EB1 de Cervães



No dia catorze de novembro os alunos da EB1 de Cervães participaram numa atividade organizada pela CLDS 3G (Contrato Local Desenvolvimento Social) em parceria com o Centro Social e Paroquial de Cervães. A mesma partiu de um desafio lançado pela CLDS às IPSS do concelho, tendo o Centro Social acatado a proposta. O desenvolvimento aconteceu na Escola Básica de Sobral – Cervães e contou com a presença de idosos, utentes do Centro Social da localidade, com elementos da direção do Agrupamento de Escolas e com elementos das instituições organizativas.
A atividade consistiu na participação de vários idosos que transmitiram conhecimentos sobre as profissões outrora exercidas. 


Assim, numa primeira participação, as crianças puderam observar o trabalho de podador, participar na elaboração de um enxerto, ouvir relatos sobre a colheita do vinho, a semeada e colheita do milho, o encabar das cebolas, a plantação das couves e, em geral, ouvir testemunhos sobre a importância do trabalho da terra – lavoura/agricultura- proferindo a D. Laurinda que “É preciso estudar, mas também é preciso trabalhar na terra.”. O senhor José deixou uma semente da maracujá a cada aluno, motivando-os a semeá-la e deixou alguns vasinhos, já crescidos, para serem transplantados no espaço escolar. Também nos mostraram objetos usados antigamente, tal como, uma candeia e o metro articulado que já era dos seus pais.
 

Numa segunda fase, foram apresentados várias ferramentas usadas pelo senhor Augusto Meneses quando exercia a profissão de carpinteiro. Começou, a simpatia a essa profissão aos quinze anos de idade. Os alunos puderam mexer nas ferramentas manifestando apreço.
O senhor Augusto, oleiro, trouxe um pedaço de barro  que os meninos puderam tocar, explicou um pouco sobre o trabalho desta matéria prima  e deixou para a escola várias peças miniatura em barro pintado.
No final, a organização ofereceu um lanche aos alunos, partilhado com os idosos.

Foi mais uma das várias experiências com os idosos em que a escola participa. Obrigada pela oportunidade, pois são sempre momentos enriquecedores.


A Escola, por sua parte, tentou enriquecer esta atividade montando uma pequena exposição com trabalhos realizados por idoso que, em tempo de reforma, colocava nessas peças todo o carinho e dedicação.  




Júlia Barbosa

Sem comentários: