quarta-feira, 4 de julho de 2012

Quando o amor não é amor...


Hoje tiveram inicio as  sessões  promovida pelo PES,  com a colaboração dos projecto “SOS ajuda Comunitária” da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde,  com quem estabelecemos um protocolo já durante este ano lectivo  e  destinadas aos Assistentes Operacionais do Agrupamento,  procurando assim contribuir para melhorar as suas competências em termos de desenvolvimento pessoal e relacional.

Durante este ano lectivo , o PES já proporcionou a estes agentes educativos, tão importantes na vida quotidiana das nossas escolas formação sobre Sexualidade (PRESSE) em Setembro e Março , sobre 1ºs Socorros,  em Dezembro e agora  sobre como agir,  enquanto pessoas e educadores, quando o amor não é amor...

                                                         Hoje recebi flores                                           
        Sessões de Sensibilização e formação
                                                             4 e 13 de Julho de 2012
                                                                  Das 9h às 13 h
                                       Quando o amor não é amor...

Objetivos das sessões:
Porquê falar de violência nas relações de namoro e na violência doméstica? Estudos recentes realizados em Portugal revelam que a violência nas relações afectivas é cada vez mais precoce e cada vez mais frequente. Um em cada quatro jovens em Portugal já foi vítima de violência no namoro e em geral, vítimas e agressores não percebem que a violência não é “aceitável” e por isso é preciso clarificar certas afirmações e mitos associados a esse tipo de violência, compreender os diferentes tipos de violência, perceber os seus sinais, sintomas e consequências e identificar melhor os contactos para possível ajuda.

Dinamizadoras: Drª. Dina Gonçalves (Assistente Social) e Drª. Susana Santos (Psicóloga da SOS Ajuda Comunitária) e Drª. Alexandrina Cerqueira (Serviços Sociais da CMVV).

Destinatários: Assistentes Operacionais da EB 2/3 de Prado (dia 4) e das EB1 e JI (dia 13) de Julho de 2012.

Vivemos num mundo onde nos escondemos para fazer amor! Enquanto a violência é  praticada em plena luz do dia.                                                                            John Lennon

A violência faz-se passar sempre por uma contra-violência, quer dizer, por uma resposta à violência alheia.                                                                                     Jean-Paul Sartre

                                                                                                       A Equipa da Educação para a Saúde




Parabéns a todos quantos colaboraram...


 "Boas acções"  que também valem prémios...

O  produto da recolha de rolhas de cortiça que várias escolas deste agrupamento, realizaram desde o inicio do ano traduziu-se num prémio de 3 leitores de DVD, um para a EB 2/3 de Prado , outro para o JI / EB1 do Bom Sucesso e outro ainda para o JI / EB1 de Sobral. 
Em nome de todo o Agrupamento , muito obrigado a quem contribuiu pois este  projecto tem como objectivo promover a cortiça enquanto material ecológico e a reflorestação. As verbas angariadas através da recolha das rolhas de cortiça permitem adquirir as árvores autóctones que serão plantadas através de iniciativas apoiadas pelo projecto Floresta Comum.
O Modelo/Continente é um dos principais parceiros do Projecto Green Cork, sendo já responsável pela recolha de cerca de 30 toneladas de rolhas de cortiça. Com o projecto “Rolhas que dão folhas” o desafio é aumentar significativamente este número e ajudar a reflorestar Portugal.
 
É Fantástico saber que nós, com esta iniciativa,  também demos um pequeno contributo para um MUNDO MAIS VERDE...
 
.
A Braval entregou, em 2011, 14,1 toneladas de pilhas à Ecopilhas, Sociedade Gestora de Resíduos de Pilhas e Acumuladores. Em 2010, as pilhas entregues foram apenas 6 toneladas, o que significa um aumento de 230%!
Para este ano de 2012, o objectivo de recolha de resíduos de pilhas e acumuladores, por parte da Ecopilhas, é de 31% do total colocado no mercado, objectivo para o qual a Braval pretende colaborar, mais uma vez, com grande afinco.
A Braval continua a melhorar a rede de recolha de pilhas, através da colocação de pilhões em escolas, estabelecimentos, centros de saúde e outros, para além dos pilhões já existentes junto aos ecopontos de rua.
Para além disto, continua a apostar na sensibilização para a recolha seletiva não só de embalagens mas também de pilhas e resíduos elétricos e eletrónicos. Neste ano letivo, a Braval lançou o concurso “Electropilhas”, ás escolas dos 6 concelhos abrangidos, para a recolha da maior quantidade de pilhas e resíduos elétricos e eletrónicos. O concurso decorreu até 15 de Maio e os vencedores foram premiados no Dia Mundial do Ambiente, 5 de Junho.

A nossa Escola EB 2/3 de Prado foi premiada, numa cerimónia que decorreu no Minho Center, como uma das que maior quantidade de material   conseguiu recolher e entregar à Braval, recebendo como prémio uma pen drive e uma colecção de livros recicloMania, escritos pelo  Pedro Seromenho, autor bem conhecido e apreciado pelos  nossos alunos,  pois participou já em diversas actividades promovidas pela equipa das Bibliotecas Escolares do Agrupamento e será certamente novamente muito bem-vindo se quiser cá vir fazer a apresentação e divulgação deste novo projecto. 
Os Livros desta colecção lançam o desafio 

RecicloMania, tens a Mania ???   
Se não tens,  devias ter ...
e é constituída pelos seguintes livros:

* O Palhaço avaria e o Planeta Avaria (ilustração de Sebastião Peixoto)
* Chico Fantástico, super-herói de plástico (Ilustração de José Machado) 
* Felismina Cartolina e João Papelão (ilustração de Sandra Fernandes)
* Maria Botelha, a garrafa aventureira (ilustração de Pedro Seromelho) 

O nosso agradecimento a todos os que connosco colaboraram pois assim conseguiremos ajudar a BRAVAL a atingir a meta de recolha de pilhas para este ano, contribuindo assim para uma Ambiente cada vez menos "agredido" com lixo colocado fora dos locais devidos, que neste caso são os pilhões...

Mas o mais importante é que o desafio  continua ... as férias chegaram mas os bons hábitos vieram para ficar...
Vamos guardando todo o material (Papel, para a Campanha do Banco Alimentar; resíduos elétricos e eletrónicos para o Electrão, Pilhas para o Pilhão, rolhas de cortiça para o "Rolhão" e as tampinhas de plástico para a Campanha Tampomania) pois em Setembro sabem que cá na Escola temos espaços para recolher todo esse material e encaminhá-lo depois para as entidades competentes.

Mas mais importante que tudo,  precisamos  de continuar a poder contar com a boa vontade e espírito ecológico que os alunos , pais, docentes e não docentes deste Agrupamento tanto têm demonstrado. 

                                                              A equipa da educação para a Saúde