quinta-feira, 28 de maio de 2015

Dia Mundial Sem Tabaco = 31 de Maio

“75% dos jovens portugueses NÃO FUMAM”

 No âmbito do Dia Mundial Sem Tabaco, que se assinala a 31 de Maio, a Comissão de Tabagismo da Sociedade Portuguesa de Pneumologia dá destaque aos 75% dos jovens portugueses que não fumam.
   

Ciente que a prevenção é um dos principais pilares da luta para acabar com a epidemia do tabaco, a Comissão de Tabagismo da SPP aposta, este ano, em chamar a atenção para aquele que é considerado o grupo mais vulnerável ao início do hábito tabágico.

A mensagem deste ano - “75% dos jovens portugueses não fumam”-  destaca os últimos dados nacionais, publicados no relatório da DGS “Portugal, prevenção e controle do tabagismo em números – 2014”1. Os dados apresentados mostram perspetivas pouco animadoras em relação ao início e consumo de tabaco nos mais jovens, nomeadamente na população dos 15 aos 24 anos:  25.5% dos jovens nesta faixa etária, quando inquiridos, terão declarado ter fumado nos últimos 30 dias. Para Ana Figueiredo, Coordenadora da Comissão de Tabagismo da SPP “nos últimos anos pouco tem sido o investimento na prevenção deste grupo de risco, o que fez estagnar a redução de início de consumo que se verificava no passado. Por outro lado o consumo nas raparigas é agora muito mais expressivo, com pouca diferença em relação aos rapazes”


Sabe-se que a maior parte dos jovens inicia o consumo por curiosidade e influência dos amigos ou de grupos. A campanha deste ano quis inverter os números e mostrar de uma forma positiva aos jovens que não fumar é ter atitude, personalidade e uma postura de afirmação, o que não acontece com os fumadores que acabam por ficar socialmente desenquadrados, como “aves raras” ou até como a “ovelha negra”.

A SPP lembra ainda que é importante não negligenciar a questão da exposição ao fumo ambiental, que acaba também por colocar os jovens numa situação de vulnerabilidade. “É fundamental criar leis realmente restritivas, sem exceções, que desencorajem o início do consumo. Estudos científicos têm mostrado que os jovens que vivem em cidades com proibições abrangentes de fumar em restaurantes, bares e discotecas têm metade da probabilidade de se tornarem fumadores, em comparação com os jovens que vivem em áreas sem restrições ou com proibição parcial de fumar2. Além disso, a saúde das crianças e dos jovens também beneficia de políticas abrangentes de proteção ao fumo do tabaco: em países “smoke-free” houve redução dos internamentos por asma infantil e de partos prematuros”3,4, acrescenta Ana Figueiredo.


2 Siegel M et al. Effect of local restaurant smoking regulations on progression to established smoking among youths. Tobacco Control 2005. http://tobaccocontrol.bmj.com/content/14/5/300.full
3 Mackay D et al. Smoke-free Legislation and Hospitalizations for Childhood Asthma. NEJM 2010. http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa1002861
4 Been JV et al. Effect of smoke-free legislation on perinatal and child health: a systematic review and meta-analysis. Lancet 2014. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24680633

Equipa GAAF / PES
 

I Encontro Art´themis : Caminhos de um Currículo de Prevenção, no Porto, contará com a participação da nossa Escola.


A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta – está a desenvolver com os alunos do 7ºano da nossa escola o projeto "Art’Themis - Jovens Protagonistas na Prevenção e na Igualdade de Género", com o objetivo de prevenir a Violência de Género, promover os Direitos Humanos e a Igualdade de Género.  Os alunos,  com a técnica Tatiana Mendes, trabalharam temas como os Direitos Humanos, Estereótipos, Preconceitos, Desconstrução de Papéis de Género, Violência no Namoro, Violência Doméstica, Violência entre Pares, Competências Pessoais e Sociais, Resoluções de Conflitos e Comunicação.
 Ao longo deste ano letivo, desenvolveram-se estas temáticas na sala de aula através de atividades práticas envolvendo a arte (jogos pedagógicos, vídeos, filmes, teatro e música) e, como evento final, teremos o I Encontro Art´themis : Caminhos de um Currículo de Prevenção em que cada turma apresenta um produto artístico (dança, música, vídeo, etc…) sobre um tema que trabalhou. Este seminário final, que  vai realizar-se  no dia 1 de Junho na FEUP – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e contará com cerca de 50 alunos dos 7ºs A, B e C.

As fotos seguintes referem-se à sessão de hoje com o 7ºC em que a Tatiana deu os "últimos retoques"  na perfomance que os alunos irão apresentar... Amanhã será a vez do prof. Botelho colaborar realizando com  esta turma as letras necessárias para que os alunos possam exibir nas suas t-shirts a frase: Não à Violência e a  CMVV colaborou na cedência do transporte.

É de sinergias como esta que se faz uma escola... 

As turmas envolvidas terão oportunidade de mostrar à nossa comunidade escolar o fruto do seu trabalho de meses neste projeto, numa atividade a realizar pelas 10 horas do próximo dia 11 de junho, no Polivalente. 

                           Ficam desde já convidados ...


quarta-feira, 27 de maio de 2015

E as tutorias continuam...

 O 8º B e o João continuam o seu bom  trabalho ...estas fotos são do dia 25 de maio e a matéria objeto de estudo era  História...


 FOC / GAAF

Festa da Família

Festa da Família  
10 de junho



Esta iniciativa foi proposta pelo GAAF e aprovada pelo Conselho Geral de 28 de abril, sendo integrada no Plano Anual de Atividades do Agrupamento.

 Anteriormente a Festa da Família era da responsabilidade da CSIF (Comissão Social inter-freguesias) e a escola tinha uma participação discreta enquanto membro dessa estrutura.

Tendo estado em risco a sua continuidade, o GAAF resolveu assumir um maior protagonismo e apostar forte no reforço da parceria escola–família, tentando assim responder a um problema diagnosticado por todas as estruturas do Agrupamento, que é o afastamento das famílias da vida escolar dos seus educandos, especialmente no caso da EB 2,3.

Mantendo a sua inspiração solidária, os principais objetivos desta festa são :

·                    Envolver a Comunidade e divulgar boas práticas da escola e o trabalho desenvolvido ao longo do ano;

·                    Angariar fundos para o financiamento de projetos que contribuam para um maior sucesso educativo, bem como para o Centro de Ajudas técnicas  do Centro Solidário que tem já apoiado alunos e famílias deste Agrupamento e ainda reunir alimentos e produtos de higiene para a loja Social de Prado.


Para a realização desta atividade apela-se à colaboração de toda a Comunidade Escolar, indispensável para o sucesso desta iniciativa.



 Nesse sentido, foram já realizadas diversas reuniões com delegados/representantes de pais, Associações de Pais e EE, alunos EFA, Associação de Estudantes e da CSIF, recolhendo propostas e sugestões para a sua concretização, tendo sido esta iniciativa muito bem acolhida por todos.

Serão instaladas cerca de 11 barraquinhas cedidas pela Junta de Freguesia e onde serão vendidos os alimentos e bebidas bem como plantas aromáticas e outros trabalhos realizados pelos alunos para esse efeito.

Será instalado um palco e som, disponibilizados pela CMVV onde decorrerá um espetáculo com “prata da casa” + Trialportugal ,  paralelamente a outras atividades como zumba, pinturas faciais, atelier de origami, feira de livros usados, teatro de fantoches, entre outras surpresas.

Decorrerão também exposições e projeção de vídeos, dando conhecimento às famílias do bom trabalho realizado nas escolas do nosso agrupamento e que, por vezes, passa despercebido à Comunidade.

De forma a termos uma noção básica da adesão da Comunidade, optamos por realizar uma venda prévia de pulseiras, que dará acesso ao recinto escolar e à oferta de um caldo verde e de uma bifana.
Estas pulseiras são disponibilizadas nas escolas do agrupamento e nalguns espaços de comércio local.


A equipa das Bibliotecas Escolares vai realizar durante a Desta da Família a Feira do Livro em formato de Livro Usado (à exceção de manuais escolares). Não descurando o grande objetivo de incentivar o gosto pela leitura e pelo livro, move-nos também uma causa de cariz humanitário e social. Para que este evento seja bem-sucedido, precisamos da colaboração de toda a comunidade educativa tanto na doação, como na compra. Usado, em bom estado e a um preço reduzido, o Livro poderá aumentar a biblioteca de qualquer um ou transformar-se … num presente. A entrega dos livros doados dever-se-á efetuar até dia 29 de maio (sexta-feira), na biblioteca da escola sede.                                                     A união faz a partilha acontecer.  Participe!