segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Convidamos as nossas educadoras e docentes do 1ª Ciclo a serem OUSAD@S


 “Portugal tem de ter cuidado para educar as crianças para o seu próprio futuro e não para o nosso passado” . “Menos currículo, mais aluno”. Menos isolamento, mais partilha. O diretor do Departamento da Educação da OCDE, Andreas Schleicher, diz que é preciso reorganizar a aprendizagem, com "ousadia".


  Limitar a educação à transmissão de conhecimento académico é correr o risco de estupidificar os alunos, reduzindo-os à competição com os computadores, ao invés de focar em características humanas fundamentais que permitem que a educação fique à frente dos progressos tecnológicos e sociais. Pensar sobre a verdade, domínio do conhecimento humano e da aprendizagem; sobre o belo, domínio da criatividade, da estética e do design; sobre o bem, domínio da ética; o justo, domínio da vida política e cívica; o sustentável, domínio da saúde da natureza e física. São apenas alguns exemplos.

As competências sociais e emocionais que nos ajudam a viver e trabalhar juntos são cada vez mais importantes para o sucesso no trabalho e na vida. Essas são as competências necessárias para definir metas, trabalhar em equipa e gerir emoções. Desempenham um papel essencial em todas as fases da vida. Juntamente com as capacidades cognitivas e de aprendizagem, é importante que os alunos desenvolvam fortes competências sociais e emocionais, que os vão ajudar a equilibrar e definir a sua personalidade. Isto pode incluir traços de caráter como perseverança, empatia, resiliência, “mindfulness”, ética, coragem ou liderança.       
11 de Fevereiro Marlene Carriço


   In   




Partilhando esta visão da educação já nos dias de hoje, o GAAF / PES promoverá no próximo dia 24 de Fevereiro uma sessão de formação sobre 

Mindfulness para crianças e jovens

tendo como Destinatários os Professores (1º Ciclo) e Educadores.


Esta sessão será realizada na EB de Prado (sala 17) das 17 às 20 horas (3 horas de formação) e as formadoras serão as Enfermeiras Sílvia Pereira e Filipa Barbosa da UCC de Vila Verde – Saúde Escolar.
                                                                                             

Informações Complementares: 
Uma Escola para Ser


É na Escola que a maioria das pessoas aprende a ler e a escrever; aprende Matemática, Geografia, História, Inglês, Francês e outros porquês. A Escola dedica grande parte do seu trabalho no ensino, aprendizagem e avaliação de todos estes conteúdos cognitivos. Foca-se no SABER e no FAZER. Dirige-se para o resultado: SABE ou NÃO SABE.
Para conseguirmos que cada criança e cada adulto consiga desenvolver todo o seu potencial na Escola e na Vida, para além de repensarmos o modo como transmitimos o SABER e o FAZER, temos que dedicar mais atenção ao SER.

Nos últimos anos, além deste foco na aprendizagem de conteúdos cognitivos, cada vez mais atenção tem sido dedicada ao desenvolvimento da inteligência social e emocional dos alunos, como aliado nos processos de aprendizagem, de equilíbrio emocional e bem-estar. Cada vez mais Escolas sentem necessidade de ter ferramentas para trabalhar não só o SABER e o FAZER mas também o SER.
Ser feliz, Ser consciente, Ser responsável, Ser autêntico, Ser criativo, Ser empreendedor, Ser equilibrado, Ser autónomo …. e tantos outros Ser.
Os Programas de Mindfulness para Escolas contribuem para preparar o terreno para que todos estes SER possam crescer e desabrochar dentro de cada aluno, de cada professor, de cada pai/mãe.

Com a prática de Mindfulness nas Escolas trabalhamos a capacidade de foco/atenção. Quantas vezes pedimos aos alunos para prestar atenção? Quantas vezes dedicamos um momento para mostrar como se faz? Nas sessões de mindfulness na sala de aula, os alunos treinam o seu "músculo da atenção": ouvir o som do sino do início ao fim; prestar atenção às sensações do corpo. Ao longo do Programa de Mindfulness estas práticas vão sendo interiorizadas e integradas no dia-a-dia das crianças, dando-lhes uma maior consciência do seu foco, dos seus padrões de pensamento e uma maior presença nas experiências que vive no agora. Ser autor.
A prática de mindfulness contribui também para reduzir os níveis de stress e melhorar a capacidade de regulação emocional. Reduzir o stress nas escolas é fundamental para criar ambientes favoráveis à aprendizagem. Se estamos nervosos ou agitados o nosso cérebro não pode aprender novos conteúdos em aceder à informação que já tem armazenada. Entra em modo automático reagindo às situações de forma impulsiva. Com a prática de mindfulness vamos criar um espaço entre a situação desafiante que estamos a viver para, em vez de reagirmos, respondermos à situação de forma consciente.
Abre-se o caminho para uma maior conexão entre a experiência interna e externa. Ser autêntico.

O Programa de mindfulness trabalha também valores como a generosidade e a gratidão. Estudos revelam que este tipo de práticas contribuem para o nosso bem-estar e felicidade e para o bem-estar e felicidade do que nos rodeia. São, sem dúvida, ingredientes indispensáveis para pessoas mais empáticas, cooperantes. Ser feliz. Não é o que todos queremos?



GAAF / PES

Para um Carnaval em Segurança (Sessões Escola Segura )

   

Carnaval é sinónimo de fantasia e diversão mas para que esta época festiva decorra sem incidentes, deverão ser tomadas precauções na utilização de alguns produtos associados a esta época, de modo a evitar situações indesejáveis em que a Festa pode ficar estragada e uma vida marcada.


Com os objetivos de alertar os nossos alunos para o perigo dos artigos pirotécnicos (A DECO estima que anualmente ocorram cerca de 200 acidentes deste tipo) e de demonstrar que Segurança e brincadeira podem coexistir, solicitamos a colaboração da equipa da Escola Segura para, junto dos alunos do 5º e 6ºano, realizar as seguintes ações de sensibilização e prevenção:

Calendarização
2ªF
20 de Fevereiro
6ªF
24 de Fevereiro
9.10 h

6ºB (I)
6ºD (FC)
10.10h


10.55 h
5ºC (Port)
5ºD (Mat)

11.50 h
5ºA (EV)
5ºB (EF)
6ºA (EF)
6ºC (EV)





                                                                        





Hoje já decorreram as sessões para o 5ºano com o cabo Daniel Lomba, da equipa da escola Segura.

 GAAF / PES



3ª sessão PREVENIR (6ºano)



Na passada semana decorreram as 3as sessões do Grupo de intervenção PREVENIR com o CLDS 3G de Vila Verde na qual foram abordadas as questões associadas à tomada de decisões e à gestão dos riscos.
 



Através de várias dinâmicas que incluíram pequenas dramatizações, os alunos puderam analisar várias situações/vivências e prever formas de ação.
Foi também abordada e trabalhada a questão da assertividade e do comportamento assertivo, temática na qual alguns alunos se mostraram perfeitamente à vontade pois já nalgumas atividades PRESSE tinham desenvolvido essa questão.


É sempre muito bom quando sentimos que os alunos projetam numa nova aprendizagem o que já abordaram anteriormente, pois torna claro que o conhecimento não ficou simplesmente  "guardado em determinada gaveta" e está disponível sempre que necessário...


GAAF / PES

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

SOBE / Saúde oral no JI de Oleiros

No âmbito do "Programa Nacional de promoção para a saúde oral e das atividades do projeto SOBE ( uma parceria entre a Biblioteca Escolar e a Equipa da Educação para a Saúde),  a enfermeira Sílvia visitou o nosso Jardim de Infância.
Falou-nos sobre a saúde dos dentes e distribuiu kits de higiene oral para nós usarmos diariamente na escola.

Educadora Carla Manso

Dia dos Amigos no JI de Cervães




No Jardim-de-infância de Cervães, comemoramos o “ Dia dos Amigos”- 14 de fevereiro com :
 - o  conto de historias  que abordavam o tema da amizade ( Um amigo como tu, Eu e os meus amigos, Uma ovelhinha que veio para o jantar.)
- registo de mensagens individuais “ Ser amigo é…
- elaboração de painel coletivo com as mensagens.

Educadora Madalena Rei

Dia dos Namorados no JI de Oleiros


Educadora Carla Manso

Dia dos Namorados no JI de Prado

Os  alunos da turma 1 do pré-escolar da Escola Básica n.1 de Prado  fizeram marcadores de livros alusivos ao Dia dos Namorados ( porque eles amam ler 😀). 
 
 
 
 
 
 
 
Fizeram também a árvore dos afetos.












Educadora Margarida Capelo

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Dia dos Namorados assinalado na EB de Prado

O dia 14 de fevereiro é conhecido como o Dia dos Namorados, mas é (também) denominado por Dia de São Valentim.

Comercialmente, passou a ser um dia bem sucedido, sobretudo para quem vende chocolates, perfumes, flores,... ou serve almoços e jantares. Mas, na verdade, a data torna-se especial porque, para além de celebrar uniões amorosas entre casais e namorados, é um dia de demonstrar afeição entre amigos e por esse motivo a Escola não deixou passar despercebida esta data.




Os alunos puderam elaborar os seus  postais no "atelier" do Dia dos Namorados na Biblioteca Escolar que teve também organizado um “cantinho temático” sobre o AMOR.




Na Biblioteca esteve também disponível para ser jogado um quiz “Game Over à Violência no Namoro” facultado pela Tatiana Mendes, da UMAR que desenvolve na nossa escola o projeto Art’Themis +.

A atividade que foi proposta pelo GAAF /PES aos docentes  para assinalar a data é que numa aula específica do dia fosse  projectada uma  apresentação previamente preparada  sobre o tema como motivação e realizada uma “chuva de ideias” para explorar a área vocabular desta data comemorativa,  sendo registadas as palavras no quadro e na cartolina criada para o efeito (1 por turma) para ser depois afixada no Polivalente (Indicando ano e turma).

 Os vários espaços da Escola foram devidamente decorados e também a REP (Rádio Escolar de Prado) se associou a esta comemoração tendo apresentado ao longo de todo o dia uma "play list" muito romântica...

 Alguns dos trabalhos realizados, já expostos no Polivalente...

 Alguns cartões elaborados na Biblioteca Escolar...
A nossa Escola estava muito bonita e animada, pois teve também como "convidados especiais" os alunos do 4º ano do CE de Prado que ao longo do dia, numa atividade integradora "DIA D do Agrupamento" , vieram experimentar um imenso leque de atividades, devidamente enquadrados por alunos mais velhos e professores (Visita à Rádio Escolar, Jogos de Matemática, Experiências no Laboratório, atelier de Origami,  desafios desportivos e,  na Biblioteca Escolar, o dia terminou com  uma peça de teatro sobre alimentação e a interpretação de  músicas alusivas à data que se comemorava hoje,  por alunos do 5ºB e pela profª Carla Carvalho.


GAAF / PES