sexta-feira, 13 de julho de 2018

Mais um projeto desenvolvido na EB de Prado


Este vídeo  foi realizado no âmbito do Projeto Nacional Prémio Fundação Ilídio Pinho - Ciência na Escola 2017/2018, em parceria com a Dgest, para o  Projeto "BNT - Bola No Triângulo", com o qual nos candidatamos, no 3º escalão, com a turma 6.ºB. 
Este trabalho foi premiado na primeira fase do concurso e foi desenvolvido sob a orientação da nossa colega Regina Freitas.
Estes trabalhos, para além de serem um prestígio para a escola, são também uma forma de tentarmos obter mais valias financeiras, para além da motivação e empenho dos alunos subjacente a qualquer atividade dinamizada na escola.

Foi também uma oportunidade para os alunos aplicarem competências que foram  abordadas e desenvolvidas também num ação dinamizada pelo CLDS 3G de Vila Verde, entidade parceira do AE de Prado. 
                                                                                                                                  GAAF 

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Mais uma iniciativa de sucesso no AE Prado...os nossos craques mostararm os seus dotes.


Ainda se trabalha muito na Escola...

  




Depois de terminadas as aulas para os alunos e apesar de todas as tarefas inerentes à avaliação e exames, esta é uma altura do ano  na qual  investimos na formação.

Com a preciosa colaboração do CLDS 3G de Vila Verde, nosso parceiro  ao longo do ano em inúmeras iniciativas para públicos-alvo diferenciados, agora foi a vez das Tecnologias de Informação, numa iniciativa que reuniu docentes e assistentes técnicos.
O Dr. Paulo Guimarães dinamizou uma formação de Excel em 4 sessões (3 das quais já realizadas) e um Workshop sobre Tecnologias Educativas (28 de Junho) que contou com a participação de 12 docentes dos diversos níveis de ensino.
 
A avaliação dos participantes é muito positiva pois ambas as ações foram consideradas muito produtivas e potenciadoras de uma melhor utilização as ferramentas tecnológicas que temos à nossa disposição.

Agradecemos mais uma vez  a fantástica colaboração do CLDS 3G de Vila Verde e gostaríamos muito de poder continuar a contar com esta preciosa parceria.
 GAAF

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Ecos na imprensa regional


DE 19 A 30 DE JUNHO

Exposição “Escola Colorida de Direitos Humanos” na Biblioteca de Prado


A exposição “Escola Colorida de Direitos Humanos”, inaugurada na passada terça-feira, 19 de Junho, na Biblioteca de Prado Comendador Sousa Lima, “apresentou-se” com 55 trabalhos expostos realizados pelos alunos do 4º ano do Centro Escolar de Prado. A exposição está aberta ao público até 30 de Junho e pretende «sensibilizar a população para os direitos humanos, das crianças e do Homem e, com isso, incuti-los nos mais pequenos», refere a autarquia em comunicado.
A Vereadora da Cultura, Educação e Acção Social, Júlia Fernandes, marcou presença na cerimónia, onde realçou «a importância deste tema e, ainda, o orgulho que sente nestes trabalhos criados por alunos tão pequeninos».
O Presidente do Agrupamento de Escolas de Prado, José Peixoto, o Presidente da Junta da Vila de Prado, Albano Bastos, assim como muitos familiares e professores também fizeram questão de estar presentes na inauguração.



in “Vilaverdense”

quinta-feira, 21 de junho de 2018

“Escola Colorida dos Direitos Humanos”


Porque consideramos fundamental abordar e explorar as questões relativas aos Direito Humanos na escola o mais precocemente possível, duas turmas do 4º ano do CE de Prado, das professoras Fátima Veloso e Mª do Céu Teixeira, no 3º Período, concretizaram um plano de intervenção sobre essa temática, “Escola Colorida dos Direitos Humanos” com sessões semanais dinamizadas alternadamente pelas docentes titulares de turma e pela Susana Fernandes (técnica de Serviço Social) e pela profª Olívia Rodrigues, equipa responsável por este projeto.


 Esta iniciativa teve como objetivo primordial a conceção da Escola como um espaço relacional e de partilha, no qual para além do sucesso educativo, procuramos criar dinâmicas promotoras de crescimento pessoal e de relações positivas, baseadas em valores como a Igualdade, o respeito e a solidariedade.

Desta intervenção resultou um conjunto de desenhos com ilustração e reflexão sobre os vários artigos da Declaração dos Direitos do Homem que foram expostos na Biblioteca Municipal de Prado.


A abertura da exposição realizou-se no passado dia 19 de Junho pelas 17.30 horas e contou com a presença e participação da vereadora da educação da CMVV, Júlia Fernandes, o presidente da Junta de Freguesia da Vila de Prado, Albano Bastos, a presidente da CPCJ de Vila Verde, Beatriz Santos, o diretor, subdiretor e presidente do Conselho Geral do AEPrado, José Peixoto, Luís Martins e Isabel Macedo, coordenadora Paula Martins e outros docentes do CE de Prado, os “artistas” e muitos familiares que pretenderam, com a sua presença, valorizar a prestação e o envolvimento dos alunos neste projeto.
Depois de umas intervenções mais formais, com a vereadora e o Diretor do Agrupamento a elogiarem esta iniciativa e o empenho destes alunos e seus professores e técnica, contamos com uma convidada especial, a Tatiana Mendes, que dinamiza com a EB de Prado o projeto Art´Themis + da UMAR, um projeto de prevenção da violência e promoção dos direitos humanos e igualdade de género em contexto escolar. A Tatiana gosta de se pensar como agente de transformação social, privilegiando a Arte como ferramenta de intervenção para promover a reflexão crítica, participação política e transformação social.
Foi portanto a pessoa ideal para interligar a arte à promoção dos Direitos Humanos e para reforçar a necessidade de se intervir nas escolas no sentido de desenvolver nas crianças e jovens ferramentas capazes de os ajudarem a identificarem ações que contrariam esses Direitos, analisá-las criticamente e procurarem as melhores resoluções possíveis, bem como perceberem que esta temática está presente no nosso dia-a-dia, à nossa volta, no nosso Mundo…






Depois a palavra passou para os diretamente envolvidos, alguns alunos e as dinamizadoras falaram emotivamente sobre a sua experiência e da forma como se sentiram envolvidos no projeto, com dinâmicas que caracterizaram “de verdade” e “de coração”, manifestando como muito positiva esta experiência.







Agradecemos aos responsáveis da Biblioteca Comendador Sousa Lima, que permitiram que a Escola “abrisse os seus portões” contagiando a Comunidade para a reflexão dessa temática.
A exposição estará disponível entre 19 e 30 de Junho e espelha a “viagem” destes alunos por uma Escola colorida dos Direitos Humanos.