quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Ecos da atividade na imprensa regional...

Deputada Sónia Fertuzinhos esteve presente na sessão do Parlamento dos Jovens na EB 2-3 da Vila de Prado

A deputada do PS, Sónia Fertuzinhos, foi a convidada especial da sessão do Parlamento de Jovens que decorreu, esta manhã, na EB 2-3 da Vila de Prado. Um encontro que serviu para conhecer melhor a actividade do Parlamento Nacional e para os jovens apresentarem as ideias que irão defender na sessão Distrital sobre ao tema «Racismo, Preconceito, Discriminação». Sónia Fertuzinhos é uma defensora destas iniciativas: «a Democracia é tão melhor tão mais defendida quanto mais pessoas participarem. São as cidadãs e os cidadãos através da sua escolha que defendem aquilo que querem para o seu futuro e quando isto não acontece é uma fraqueza da própria Democracia».
A deputada depois de apresentar o Parlamento dando a conhecer os processos, o trabalho parlamentar, as funções e a sua nomenclatura, entrou em diálogo com os jovens estudantes que começaram, logo, por quererem saber o que Sónia Fertuzinhos achava das ideias que vão defender a nível distrital: uma é a realização de uma feira trimestral em todos os Concelhos do Distrito onde haja partilha, relacionamento e troca de produtos e de ideias entre várias nacionalidades e a segunda a organização de formações para os pais sobre estas matérias.
«Parecem-me excelentes ideias. A primeira pode começar por ser apresentada na CIM-Cávado e depois estendê-la à Associação Nacional de Municípios, transformando-a numa grande iniciativa nacional com a participação do maior número de Municípios. A segunda tem que ter a colaboração da Associação de Pais», sugeriu Sónia Fertuzinhos que se mostrou disponível para fazer pontes entre a escola e outros organismos. A deputada deu ainda mais uma dica: «saber comunicar as nossas ideias e ter essa capacidade é meio caminho andado para conseguirmos atingir os nossos objectivos».
Já em recta final de conversa, e voltando da importância desta iniciativa, a parlamentar lamentou que «haja pessoas que falam do Parlamento de forma errada e muitas vezes coisas que são mentira e fazem-no por falta de conhecimento de como funciona, qual o seu papel».

ovilaverdense

Sem comentários: